segunda-feira, 21 de agosto de 2017

A festa de Agosto!

Por Ronilson Oliveira

A festa de São Bernardo compreende não só a comemoração do santo no dia 20 de Agosto, mas começa com um período de preparação, no qual vai sendo construído o clima de euforia que toma conta do lugar. Trinta dias antes, moradores da cidade dirigem-se à mata e cortam uma árvore escolhida por três mordomos. Pessoas de todos os cantos, de todos os povoados se juntam no dia 9 de Agosto, e com muita alegria começam a puxada do mastro em direção à cidade. Bebidas, Foguetes e a animação da bandinha de música empolgam mulheres e homens que acompanham o cortejo festivo até a capela de São Sebastião na entrada da cidade. As crianças também participam com curiosidade e entusiasmo.
No entardecer do dia 10, os devotos levam o mastro em procissão pelas ruas da cidade. Ao lado da Igreja matriz a bandeira é atada à ponta do mastro e inicia-se a perigosa tarefa de erguer o mastro de São Bernardo. Tudo acompanhado pelos olhos atentos dos homens e mulheres. Com gritos de vivas ao santo e iniciam-se o festejo.
Desde os primeiros dias, os novenários e leilões são acompanhados por devotos e romeiros do santo. A Igreja Matriz adquire uma feição especial, em função do evento. A participação da comunidade é intensa, com doação de joias e pagamento de promessas por alguma graça alcançada. A cada dia, o movimento das ruas e nos arredores da Igreja torna-se intenso, o número de frequentadores aumenta, as músicas passam a versar sobre São Bernardo.
Paralelamente ao ritual religioso, o espaço da cidade vai se reconfigurando, pela montagem de barracas, vendas de comidas, festas nos clubes e serestas nas proximidades do Rio Buriti. No dia 19, por volta das 6h os sinos tocam: nesse momento homens, mulheres e crianças dirigem-se ao bairro Abreu para aguardar os andarilhos. É uma tradição antiga preservada por homens e mulheres que saem de Parnaíba/PI montados em cavalos em direção a São Bernardo.
Aqui são recebidos ao som da bandinha, foguetes e uma missa em homenagem a eles. No dia 20, moradores, devotos e turistas são atraídos pelo som do sino, e assim se iniciam as três missas em honra a São Bernardo. A partir desse momento, o movimento é intenso na Igreja Matriz com um grande número de fiéis que vão agradecer os milagres alcançados.
Apesar do calor intenso de verão, o clima é de alegria e agradecimento na tarde do dia 20 de Agosto - momento solene da procissão do Padroeiro. São Bernardo desce a escadaria em seu andor, sob forte aplausos e a comoção da multidão de devotos que relembram aqueles que já não estão aqui. Na chegada em frente ao Santuário, o andor para por um instante: é o momento de ouvir, agradecer e renovar os pedidos. Findo o espetáculo de fogos, São Bernardo é conduzido novamente ao altar. Diversos fiéis aproveitam a ocasião para tirar as flores do andor para guardarem como lembranças em suas residências.


Nenhum comentário:

Postar um comentário